Hall Pass 2011 ★★

Eu gosto dos filmes dos irmãos Farrelly. "There's Something About Mary" é deles, afinal. Os demais (também) são tolinhos, mas divertidos e com uma ideia minimamente chamativa. "Stuck on You" e os gêmeos siameses, "Fever Pitch" e o maníaco por baseball, "The Heartbreak Kid" e a esposa gostosa mas imbecil, "Shallow Hal" e a Gwyneth Paltrow obesa... Enfim, nada genial, mas sempre uma boa diversão despretensiosa.

"Hall Pass" também traz um argumento chamativo. Aqui, dois melhores amigos ganham uma semana livre de seus respectivos casamentos, para fazer absolutamente tudo o que quiserem (o "passe livre" do título). Com essa premissa, Owen Wilson e Jason Sudeikis fazem o besteirol de sempre. Tal qual os filmes citados acima, "Hall Pass" consegue ser simpático. A diferença é que apela muito para piadas grosseiras. O resultado é apenas fraco (o mais fraco dos Farrelly que já vi), mas dá pra assistir uma vez. Na segunda, já perde a graça.

-----

Alerta ofídico: percebi duas aparições, ambas na parte do 6º dia de passe livre (ou seja, já na última meia hora do filme).

Primeiro, logo depois que o Coakley tira todo mundo do bar e leva a festa para sua casa, dá pra ver um flash de um cara com uma serpente branca no pescoço chegando no local.

A segunda cena é mais longa e bem pior. Depois que Maggie (Jenna Fischer) conversa com o técnico de baseball no chalé, a trama volta para a festa. Logo de cara, a mesma cobra branca faz alguma bizarrice com uma menina (ou será o contrário? Não vi!). Dura cerca de um minuto. Recomendo esperar até ouvir a voz do Coakley de novo, momento em que a cena já terminou.

9 Comments

Please to comment.