• Happy Together

    Happy Together

    ★★★★

    Homem - Lupe de Lupe e Corpo de Baile ao vivo.

  • The Worst Person in the World

    The Worst Person in the World

    ★★★★½

    Curiosa a forma como pensamos uma história sendo contada em diferentes mídias. Quando assistimos a um filme com uma estrutura em sua montagem definida por capítulos, já logo associamos a uma série de marcações que ajudam a enxergar a linha do tempo. Porém, a vida de Julie (Renate Reinsve) tem um fluxo tão pessoal e singular, que A Pior Pessoa do Mundo também desmonta o que parece ser linear. Os saltos temporais entre seus relacionamentos, as reflexões sobre escolhas tidas…

  • X

    X

    ★★★★

    Durante a produção (o exercício metalinguístico é logo instigado), Ti West investiga no sexo o seu peso contraventor na moralidade humana. A liberdade sexual feminina pode ser facilmente posta dentro da caixa da promiscuidade, do pecado carnal, pelo olhar cristão.

    Texto completo aqui :)

  • Drive My Car

    Drive My Car

    ★★★★★

    Drive My Car, antes de ser um longa-metragem de Ryusuke Hamaguchi, é o título homônimo do conto de Haruki Murakami dentro do livro “Homens sem Mulheres”. Já dentro deste processo adaptativo, sentimos o trabalho da linguagem e da comunicação surgir. O material base de um conto pode render uma transmutação audiovisual de rodagem curta, mas a habilidade autoral de Hamaguchi enquanto cineasta promove a ampliação dessa linguagem, não só sua adaptação transmídia. Ao longo de quase 3 horas de filme,…

  • The Batman

    The Batman

    ★★★★

    Foram três revisões do maior detetive do mundo nos últimos 22 anos no cinema. “Detetive” foi o apelido que Batman ganhou durante a década de 70 nas HQ’S, pelo tutor e arqui-inimigo Ra’s al Ghul. E se passaram três leituras para chegarmos a “Batman”, de Matt Reeves. E em 2022, com a disputa de informação digital e a simbologia do herói enquadrada, essa leitura se torna mais cerebral e menos braçal.

    Se passam 2 anos desde as atividades do morcego…

  • Titane

    Titane

    ★★★

    A convergência entre máquina e homem, entre o orgânico e a naturalidade biológica com a mecânica industrial: sangue e esperma é óleo e graxa e o Titane de Julia Ducournau ainda se põe além, principalmente na ciborguização dos afetos, das performances e do preenchimento dos espaços vazios.

    Os diálogos ao cinema de David Cronenberg (especialmente Crash) podem ser espaçados e distribuídos na narrativa de Alexia e sua fundição ao motor dos carros; local e objeto de desejo mais pessoais e…

  • Wheel of Fortune and Fantasy

    Wheel of Fortune and Fantasy

    ★★★★

    Movimentar-se no tempo, enquanto este não curou as rachaduras sentimentais, é uma tarefa hercúlea. Essa sensação de que a cada segundo precisamos atribuir significados nas vidas de outras pessoas, sejam elas quem encontramos em transportes públicos ou quem tivemos relacionamentos juvenis, é um via-crúcis que pode ser carregada de remorso, culpa e aprisionamento de pulsões. Para Ryusuke Hamaguchi, o tempo retém o limiar sexual.

    Ainda mais em uma sociedade onde há uma secular repressão libidinosa, onde o sexo é um…

  • Killed the Family and Went to the Movies

    Killed the Family and Went to the Movies

    ★★★★★

    Assim como Sganzerla, este longa-metragem de Bressane acirra esse radicalismo cinematográfico brasileiro, tanto em seu corpo estético quanto em sua disposição ideológica.

    As crônicas mergulhadas em crime apresentam esse subúrbio decadente e caótico, fruto da desilusão do ser-comum brasileiro; a desilusão e a inércia são mantenedores da vivência. Porém, Bressane viabiliza os dois únicos sentimentos possíveis que resultam desse amalgamo social: o cinismo no humor ou a violência no tédio.

    Fundamental obra para entender a ruptura estética, narrativa e ideológica…

  • Zeros and Ones

    Zeros and Ones

    ★★★★½

    Quem conta a história e detém o poder de manutenção dela? Abel circunda uma Roma/Vaticano que sitia a história, onde a sacristia é aliada de episódios fascistas, de apagamentos de identidade do próprio Jesus. Era um soldado morto, mas de quem?

    O contexto pandêmico (as máscaras, o álcool em gel, a higienização do espaço público), tudo filmado pela câmera ativa de Abel, mas contrastando com a câmera passiva de JJ; a iminente guerra pela informação digital quando só resta esse…

  • Last Night in Soho

    Last Night in Soho

    ★★★½

    Não à toa, Edgar Wright sempre montou sob sua carpintaria estética, uma narrativa que precisa circular em volta dela e por ela. Em Noite Passada em Soho, esse caminho é iluminado pela lisérgica neon, pelo uso de efeitos para acentuar personagens diferentes no mesmo quadrante, pela trilha sonora e pela moda para contar sobre a Londres dos anos 60 e como a chegada à cidade grande provoca a imediata ruptura da inocência na jornada de jovens mulheres.

    Somos introduzidos no…

  • Bad Luck Banging or Loony Porn

    Bad Luck Banging or Loony Porn

    ★★★

    Desde que venceu o Berlim de Ouro de 2021, a comédia romena Má Sorte ou Pornô Acidental, de Radu Jude, trouxe consigo uma concepção pandêmica, afinal, a literalidade de ter sido um filme gravado em meio à pandemia só acentuou que o isolamento e as chaves da ansiedade presas nessa falta de espaço seriam o núcleo narrativo.

    Mas Radu Jude versou sobre o confinamento sob sua característica fílmica: escrachar e satirizar um cotidiano afetado. Dividido em três atos, epilogando a…

  • King Car

    King Car

    ★★½

    O imaginário fantasioso do cinema propicia uma oficina de ferramentas; ali estão dispostos os aparatos que um(a) cineasta irá utilizar para centralizar o foco da narrativa de seus filmes ou consertar, reparar ou aperfeiçoar o seu carro. No caso, Renata Pinheiro possui ferramentas ótimas e uma ideia boa na cabeça, mas ao pensar que as portas da garagem, ao serem abertas, revelariam uma máquina… o Carro Rei não consegue subir morros.

    A história de Carro Rei fala sobre Uno (Luciano…