• O Amante de Minha Mulher

    O Amante de Minha Mulher

    ★★

    Mantém o espectador preso a trama apesar de previsível. Mas é aquela história que têm-se a impressão de já ter sido contada trocentas vezes.

  • Moulin Rouge

    Moulin Rouge

    ★★★½

    Obra com abordagem belíssima, ainda que de certa forma niilista em suas reflexões. Grandioso.

  • Fruit of Love

    Fruit of Love

    Tentativa mal sucedida de fazer uma espécie de "A ilha do Dr. Moreau" à lá brasileira. Os poucos bons momentos são por conta de Pereio, ainda que demonstrasse uma visível apatia pelo projeto. No mais é um porre só.

  • Halloween Kills

    Halloween Kills

    ★★½

    O filme do meio de uma (nova) trilogia, costuma ser uma encheção de linguiça, e aqui ao menos os fãs verão Michael em ação mandando ver.

  • A Werewolf in the Amazon

    A Werewolf in the Amazon

    Meu problema com o Ivan é esse clima à lá "Os Trapalhões" que ele sempre emprega nos filmes dele. Ao menos ele é coerente em sua carreira, eu é que não simpatizo mesmo com a estética.

  • Squid Game

    Squid Game

    ★★★½

    Os dois primeiros episódios são das melhores coisas que assisti neste ano, caindo gradativamente no decorrer dos demais.
    O lance do facinio das pessoas pelo torture porn tem me incomodado, e talvez me tirado um pouco da série, mas é inegável que é um dos grandes eventos do ano no gênero e que torço do fundo do coração que não tenha sequência.

  • The Boy Who Killed My Parents

    The Boy Who Killed My Parents

    ★★½

    Apesar das distintas composições, "A Menina" e "O Menino" só funcionam como um único filme. Logo, a ideia de fazer dois filmes inicialmente, era a de lucrar em dobro, e que na realidade graças a Pandemia não deu muito certo.
    Tem como mérito, o fato de criar um bom climax.

  • The Girl Who Killed Her Parents

    The Girl Who Killed Her Parents

    ★★½

    Apesar das distintas composições, "A Menina" e "O Menino" só funcionam como um único filme. Logo, a ideia de fazer dois filmes inicialmente, era a de lucrar em dobro, e que na realidade graças a Pandemia não deu muito certo.
    Tem como mérito, o fato de criar um bom climax.

  • O Coringa do Cinema

    O Coringa do Cinema

    ★★★

    Estes homens incríveis e suas histórias maravilhosas.

  • Howling III

    Howling III

    ★★½

    Salvaguardada as devidas proporções (e põe salvaguardada nisso!), esse filme sofre do mesmo vício de origem de "O Exorcista 3". Explico: Funcionaria perfeitamente como um filme autônomo, bem esquisito por óbvio, mas independente. Encaixar ele na franquia só por tratar da temática lobisomem foi no mínimo oportunismo.

  • Days in Sintra

    Days in Sintra

    ★★

    Meu problema com a Paula Gaitán é que parece que tudo que ela faz tenta ser uma redundante epopéia.

  • Pokémon Detective Pikachu

    Pokémon Detective Pikachu

    ★★

    A atmosfera é bem bem construída, até mesmo para quem desconhece o universo do game e da série, mas a artificialidade dos roteiros e das relações fará eu eu esquecer do filme no dia seguinte.