Dune

Dune

É impressionante, impressionante mesmo, simplesmente impressionante como o Denis Villeneuve não consegue articular porra nenhuma nesse filme. Parece que o maluco pegou um manual de como transformar cada elemento da mise-en-scène no mais próximo do padrão Oscar, para agradar, assim, o pessoalzinho que vai ficar falando que nem maluco que essa é a película do ano. Isso aqui não tinha como ser mais vazio e pífio. 

É nesses momentos, durante a sessão da produção de 2021, que a gente perceber como a obra de David Lynch é tão interessante, ele não tem medo nenhum em arriscar, em trabalhar na sua unidade a sua maneira, é extremamente ousado e charmoso. Ele tem suas inúmeras falhas, mas é um filme corajoso, precisou existir para que esse do Denis pudesse engatinhar bem irregularmente.
Ademais, quando há imposições — e são constantes — são das mais grotescas possíveis, chega a dar raiva. Bizarro.