Favorite films

  • Persona
  • Last Year at Marienbad
  • Mirror
  • The Spirit of the Beehive

Recent activity

All
  • The Lady Vanishes

    ★★★★

  • The Design

    ★★★

  • White Dog

    ★★★★★

  • The Naked Kiss

    ★★★★½

Pinned reviews

More
  • As I Was Moving Ahead Occasionally I Saw Brief Glimpses of Beauty

    As I Was Moving Ahead Occasionally I Saw Brief Glimpses of Beauty

    ★★★★★

    "Eu descobri muito por acaso; que o local é o único universo. Toda arte constrói-se sobre ele."

    Todos os diretores e diretoras, que conseguiram captar e incorporar em suas obras a frase citada acima, de John Dewey, conseguiram cravar seu nome na história do cinema. E Jonas Mekas, assim como Chris Marker, não só conseguiram entender a essência disso, como fizeram a difícil missão de, não apenas abordar o tema, mas materializá-lo num filme.

    Conversando com minha mãe alguns poucos…

Recent reviews

More
  • White Dog

    White Dog

    ★★★★★

    Que incrível e fascinante.
    Fuller em sua melhor forma conseguiu fazer o melhor filme sobre racismo, de maneira simples, mas extremamente poderoso.

  • Shock Corridor

    Shock Corridor

    ★★★★½

    Se não bastasse o tema e os personagens, o próprio filme resolve abraçar a loucura em sua narrativa e linguagem. Não tão ousado quanto em Uma Página de Loucura de 1926, eu diria, mas ainda assim de forma impressionante.

Popular reviews

More
  • Rebel Without a Cause

    Rebel Without a Cause

    ★★★★★

    Ainda estou anestesiado, em estado de transe, com toda a poesia do cinema de Ray. É inacreditável como esse diretor conseguia se aprofundar sobre qualquer temática que tentasse abordar, e ele faz isso da forma mais dicotômica que eu me lembro de já ter visto; divertido mas melancólico, esperançoso mas trágico, simples mas intenso.

    Incrível, incrível, incrível.

  • Johnny Guitar

    Johnny Guitar

    ★★★★★

    O filme se chamar Johnny Guitar foi a grande sacada de marketing que Ray fez para levar o público fã de western para o cinema na época, porque claramente Sterling Hayden é um mero coadjuvante na história.

    A dona da porra toda aqui se chama Joan Crawford.