Titanic ★★★★★

a obra começa com a busca pelos escombros de uma tragédia, dentro dessa encontra-se uma história de romance novelesca sobre um amor impossível, temporário e verdadeiro.

cameron vem com um olhar moderno para fazer um revisionismo sobre o gênero de romance mais literário, sob a ótica de um cineasta moderno e autoral, o romance de jack e rose ganha contornos mais carismáticos, críticas sociais e uma sensibilidade jovem ao retratar o amor clássico. o começo, simbolizando o cinema moderno, comentando o cinema clássico mais teatral, nas lembranças da personagem principal.

o diretor deixa sua marca ao dividir o filme em romance até metade e deixar a outra para o desastre, cheias de sequências de ação formidáveis, que muda, inclusive, a linguagem cinematográfica, o mar não é mais um simbólico da prisão ou de libertação de rose, agora é um inimigo inexorável, como o T-800 de Terminator, que nunca irá parar até que seu objetivo seja cumprido. os flashes piscando e as luzes forte de emergência fazem parte da filmografia do autor. se torna um thriller de ação e suspense maravilhoso da metade para o final.

finalmente, é muito interessante as mudanças temáticas que o mar representa, no início sendo uma opção de fuga pela rose, até que vira o simbolo de sua libertação com jack, então se transforma no vilão que é impossível de derrotar e por fim é o lugar onde suas memórias, de todos os momentos lindos com seu amor verdadeiro repousam. tô chorando até agora.

ai gente, que lindo modeuso.