Vertentes do Cinema

Vertentes do Cinema

Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Bloodshot

    Bloodshot

    “Bloodshot“, a despeito da camada de verniz nerd adicionada à produção, é apenas uma desculpa de Hollywood para continuar lançando filmes de ação que unem um representante respeitável do star system, um cineasta novato e muitos adereços tecnológicos. Adaptando a graphic novel da editora Valliant, o filme traz Vin Diesel no papel dele mesmo, agora sob a alcunha de Ray Garrison. Um homem assassinado logo depois de ver a companheira Gina (Talulah Riley) ser morta pelo vilão Martin Axe (Toby…

  • Stars by the Pound

    Stars by the Pound

    ★★★

    A lista de obras que retratam, através de ficções científicas espaciais, o vazio e o desconhecido acima para pensar sobre nós mesmos, embaixo, é extensa. Por vezes, o espaço como uma imensidão a ser explorada pode contar mais sobre a natureza ou a experiência humana do que um drama psicológico. Embora passe longe do gênero, “100 Quilos de Estrelas” busca justamente a espacialidade do que há acima como fuga do sufocamento social.

    Crítica completa por Daniel Guimarães em: vertentesdocinema.com/100-quilos-de-estrelas/

Popular reviews

More
  • The 400 Blows

    The 400 Blows

    ★★★★★

    Pela primeira vez revi o filme. É assombroso que, após os minutos finais de uma revisita, você tenha a mesma reação do primeiro momento: perplexidade e falta de respostas. O “filme da vida” sequer passa perto da objetividade e é, de forma inerente, algo muito pessoal. O momento em que vimos, como nos relacionamos com os temas da obra, com uma cena ou até enquadramento específico. Se, ao aparecer “fim” na tela, se pegar completamente admirado diante da imagem, é possível que tenha sido uma experiência única. Isso é “Os Incompreendidos” para mim.

    Crítica completa por Daniel Guimarães em: vertentesdocinema.com/os-incompreendidos/

  • Young Polacas

    Young Polacas

    ★★

    “Jovens Polacas” possui grandes qualidades e essa fotografia imageticamente potente que compõe seu pôster, trailer e todos os meios de divulgação de filme. Sua temática, resgatando histórias de lenocínios do início do século XX possui o frescor da pertinência em um mundo onde o pouco avanço da autonomia feminina se encontra em risco. Suas decisões de linguagem tem o condão de esconder as dificuldades de uma produção modesta, mas de extrema qualidade. Contudo, peca o longa-metragem ao não criar uma unidade fílmica tal, o que gera um enfado que ultrapassa a reflexão natural de seu viés contemplativo.

    Crítica completa por Jorge Cruz: vertentesdocinema.com/jovens-polacas/