Stranger in Our House ★★★½

Assistido como SUMMER OF FEAR, é o título que reconheço. É um dos filmes mais velhos do Craven a serem menos conhecidos, um filme de terror que servia como parte da tentativa da industria de colocar Linda Blair como a scream queen da década, uma pequena estrela. Ela fez uma série de filmes deste estilo com o sucesso do O Exorcista. Algumas sequências como as de carro, a introdução das ideias de folclore do sul e a maneira como ela vai se revelando aos poucos são bem fortes. O filme tem seus percalços, tem algo meio obvio demais no desenlance, mas é sempre muito bem realizado. Talvez seja o filme de Craven mais profissional na década, uma vez que seus famosos Last House on the Left e The Hills Have Eyes se beneficiavam muito da crudeza, do aspecto de produção barato que tinham. Os filmes do Craven parecem sempre falar algo sobre família, a segurança ou ausência dela, certas ideias que afloram na essência do folclore popular. Um fabulador incrível.