Gemini Man ★½

Um roteiro com pretensões atuais que parece ter sido escrito na década de 90, uma direção cheia de altos e baixos que não tem a identidade de Ang Lee, um elenco blasé, reviravoltas óbvias, um vilão genérico, um boneco de CGI que nunca convence (ou deixa de incomodar) e um terceiro ato cheio desses bonecos que se movimentam da forma mais fake possível.

Resultado: um filme que tenta inovar, mas não chega a ser mediano graças ao seu discurso desatualizado e ao fato de não ter nada interessante além da tecnologia.