Wolfwalkers ★★★★½

Aceitação, liberdade, luto e tomada de decisões não são conceitos novos para animações. Todos já foram utilizados tanto de formas boas quanto ruins.

Wolfwalkers faz parte dessa lista, mas merece sua atenção por um motivo muito simples: a abordagem é diferente. Seja narrativa mente ou visualmente...

Sei que em relação a história, muito pouco é realmente inovador. O que realmente chama a atenção é o coração injetado na construção das relações internas (entre personagens) e externas (com o público). É muito fácil comprar a história, torcer pelos protagonistas e se ver ali, emocionado, com o passar do tempo.

Porém, quando o assunto é o visual, Wolfwalkers é único. É uma animação tradicional que mistura traços, cores e texturas de uma forma particular e poderosa. Sem medir palavras, posso dizer que é daquelas coisas que deixam qualquer um de pelo arrepiado.

Parece simples, mas as camadas vão se revelando aos poucos pra comprovar que isso é a única coisa que ele não é. A criação estética do sentido dos lobos, por exemplo, é uma das coisas mais espetaculares do planeta Terra.

É uma das peças que vai deixando o espectador preso naquele mundo, cada vez mais investido emocionalmente na trama fofissima dessa garota que busca liberdade em meio a um governo ditatorial que se disfarça de protetor e religioso.

É forte, bonito e certeiro quando chega a hora de jogar com os riscos mais altos e as decisões mais difíceis. E isso é justamente o que a torna mais do que uma boa animação.

Flávio Augusto liked this review