RSS feed for Otávio Almeida

Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Jojo Rabbit

    Jojo Rabbit

    ★★

    O problema de “Jojo Rabbit” não está na tentativa de fazer o público rir em temas como Nazismo e Holocausto. O cinema já acertou antes ao injetar humor em um cenário tão delicado. Às vezes, dá certo apostar na comédia como desconstrução e posso provar a teoria citando filmes como “A Vida é Bela”, “Primavera para Hitler” e “O Grande Ditador”. O problema é que o cineasta Taika Waititi não é Roberto Benigni, Mel Brooks e muito menos Charles Chaplin.…

  • Uncut Gems

    Uncut Gems

    ★★★★

    Holy shit! “Joias Brutas” agarra o pescoço de quem está assistindo, sufoca o quanto pode por quase duas horas até soltar nos últimos minutos, quando deixa a vítima respirar só por alguns segundos para depois cortar sua jugular num impiedoso e traiçoeiro golpe final. Adam Sandler nunca esteve tão impressionante como esse sujeito perdido, viciado em apostas, que tem seu mundo desmoronado ao redor, mas que só percebe isso nos momentos em que é vítima de atos violentos. É como…

Popular reviews

More
  • Star Wars: The Rise of Skywalker

    Star Wars: The Rise of Skywalker

    “Star Wars: A Ascensão Skywalker” é uma zona que parece ter saído da mente de um Michael Bay contido na montagem habitualmente histérica de seus filmes. Ainda assim, com a mesma falta de noção do que fazer quanto a pontos fundamentais de um roteiro, como desenvolvimento da história ou dos personagens. Não é o pior dos três novos episódios. É o pior dos nove! Fica a impressão de que faltou um filme pelo caminho para JJ Abrams justificar suas escolhas…

  • Once Upon a Time… in Hollywood

    Once Upon a Time… in Hollywood

    ★★★★★

    Em 1969, a atriz Sharon Tate foi brutalmente assassinada em sua casa, localizada no topo da elite da badalada Cielo Drive, em Los Angeles, por alguns integrantes da seita de Charles Manson. Ela estava grávida de oito meses e era casada com o cineasta Roman Polanski, que estava na Europa naquele momento que colocou um ponto final na inocência norte-americana de uma época que ficou para sempre no passado.

    Não para Quentin Tarantino, que faz o que pode para resgatar…