Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Céline

    Céline

    ★★★★½

    Filme tem uma relação bastante peculiar com o aspecto místico presente na obra. Estava pensando em algo entre Apichatpong e Shyamalan, mas me parece que a mise-en-scène do Brisseau possui um cálculo formal tão específico (não no sentido de ser um filme "calculado" no sentido pejorativo, mas de uma mise-en-scène que me parece perfeitamente pensada) que desvirtua qualquer uma das comparações.

    Brisseau lida com propriedades elementares do cinema para evidenciar esse misticismo. O diretor não parte para uma estilização excessiva…

  • Nerve

    Nerve

    ★★★★

    Filme assimila muito bem esse conceito de hiperconexão dentro de uma dinâmica material com a cena. Ele não tenta se valer apenas dos pop-ups virtuais e dos elementos de desktop movie, mas integra na mise-en-scène uma energia frenética que vai constantemente se reformulando, o que dialoga tanto com o drama como com a abordagem estética contemporânea.

    Consegue subverter muito bem uma suposta noção de localização - aliena os personagens em pontos de vista bem específicos - criando um jogo bastante…

Popular reviews

More
  • Monster Hunter

    Monster Hunter

    ★★★★½

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    Impressionante como é um filme direto, até pros padrões do Anderson. Em algum sentido é uma espécie de fusão entre Resident Evil: Retribution e The Final Chapter: Ao mesmo tempo que assume uma decupagem formalista enquanto lida com elementos exagerados e artificializados, a mitologia e os cenários vão se revelando de maneira orgânica, ele integra muito bem tanto essa materialidade realista das criaturas e do cenário com uma mitologia sempre muito excêntrica (o gato lutando no final é meio genial),…

  • Watching the Pain of Others

    Watching the Pain of Others

    ★★★★★

    A patologia criada por algoritmo. Meio impressionante como ela usa o dispositivo da tela gravada aqui das maneiras mais inventivas possíveis. Concilia muito bem todo esse aparato técnico e poético dos videos e documentários como na narração em off, numa divagação mais pessoal da diretora. Acho que vi poucos que usaram esse artifício de modo tão imaginativo pra se contar uma história.

    Evidencia uma gama de possibilidades nessa exploração de registros, sobretudo na exploração da filmografia da Penny Lane, e…