Julio Bezerra
Julio Bezerra

Julio Bezerra

Pro
RSS feed for Julio

Favorite films

Don’t forget to select your favorite films!

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Stalker

    Stalker

    ★★★★★

    Stalker é um filme estonteante. Um filme de atores e mise-en-scène. Stalker tem uma atmosfera bem particular. As coisas são sempre muito bem identificadas. Tarkovski singulariza todas as coisas, a começar pelos personagens, suas marcas, rostos e personalidades. Tarkovski parece nos convidar a examinar os rostos, a interrogar objetos submersos e indiferentes em águas turvas. Ao mesmo tempo, a sensação que nos contamina é a de que nada se deixa ver por completo. Os planos seguem recheados até a borda,…

  • PlayTime

    PlayTime

    ★★★★★

    Playtime é uma maravilha radical. É um filme sem closes, sem protagonistas e muito pouco diálogo. Um filme onde a ação está sempre acontecendo no fundo ou na periferia, e em que, na grande maioria das cenas, vemos dezenas de pessoas sem que nenhuma delas seja mera figuração. Poucos filmes usam o espaço, a arquitetura e multidões de forma minimamente parecida. Forma é conteúdo. O filme nos oferece a descrição gradual de acontecimentos complexos e nos alerta para a força…

Popular reviews

More
  • Body Electric

    Body Electric

    ★★★★

    Que filme bonito. Sem julgamentos. Sem preconceitos. Sem vítimas. Sem heróis. Sem bandidos. Um filme vivido por migrantes, refugiados, operários, gays e travestis. A narrativa avança sem drama. Os personagens caminham sem cortes. O naturalismo se deita com uma sensação quase mágica. Um filme feito de encontros, desejos, corpos e esperança. Vez ou outra uma bronca se anuncia. O ciúme se avizinha. Tensões familiares ameaçam a leveza do ar. Mas "Corpo elétrico" e seus personagens não têm tempo para essas…

  • Charulata

    Charulata

    ★★★★★

    Satyajit Ray faz o que bem entende com apenas um olhar, um movimento ligeiro, uma inflexão da voz, alguma mudança na luz ou objetos circundantes. É o cineasta das intimidades e atmosferas. Toda a turbulência emocional que este belo filme põe em movimento, mostra-se sempre subjacente, colada à superfície, visível em certos gestos, em um olhar fugaz, em um sorriso que se desfaz aos poucos, no arrepio de uma canção. Ray nos comunica os sentimentos sem os anestesiarem sob o…