Another Round

Another Round ★★★

Decepcionado com a ideia de beber a partir de uma premissa teórica, e não pelo simples prazer ou vontade. Esse tipo de conceitualização da premissa, muito comum no cinema europeu contemporâneo, é mesmo muito brochante. Não ajuda toda dramaturgia ser muito esquemática em seu desenvolvimento e nada aberta ao espontânea: é um experimento fechado para surpresas, apesar de alguns momentos sensíveis.
Mads Mikelsen é incrível, fascinante, encantador e todos os outros adjetivos que lhe cabem, mas vê-lo sempre atuando nesse registro de contenção também chega a ser cansativo, até por isso a liberação final funciona tão bem.

João liked this review