• Morbius

    Morbius

    ★★★

    Morbius usa bastante de referências e cenas de outros filmes, mas consegue criar um filme novo com isso, não parece artificial. Consegue trazer cenas de outros filmes em um novo contexto dramático, e nesse filme é muito bem feito o drama. Os 20 minutos iniciais são um puro drama comum e humano: um médico que busca a cura da sua doença, funciona muito bem e o filme não tenta ser mais que isso. O diretor tem total consciência do que…

  • Blade Runner 2049

    Blade Runner 2049

    ★½

    Nunca senti desconforto ao nível de criticar como um filme é baba-ovo de fotografia, mas aqui é inevitável. Até as mortes brutais são bonitas, filmadas de jeito artificial, raso e leve. Villeneuve parece não saber o que está fazendo . Sem contar que a história é péssima, não que isso realmente seja válido na prática, mas o diretor não consegue fazer nada com ela que não pareça artificial

    Além disso temos vários planos longos de "contemplação" (que tentam dar uma…

  • Shame

    Shame

    ★★★★½

    É sobre o primitivismo humano, seus desejos sexuais naturais, virando uma simples forma capitalista de produto, que transforma o consumidor em escravo. Que transforma a imagem muitas vezes bela e romântica do sexo em algo quase desprezível, nojento. Não é mais amor para o personagem principal, mas sim só uma forma de fuga rápida do seu cotidiano repetitivo, mesmo que o prazer sexual já seja repetitivo a ele. Às vezes ele pode encontrar uma paixão à primeira vista, como no…

  • Brokeback Mountain

    Brokeback Mountain

    ★★★★★

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    Caramba... Que filme foi esse

    O amor que se inicia ali nas paisagens mais belas da natureza, um lugar onde o humano foi feito para viver, é o ápice do mundo, é um lugar calmo e nostálgico por si só. É lindo

    E o filme captura maravilhosamente bem o amor, a paixão dos dois, dá para sentir isso

    É incrível toda essa jornada de vida de Ennis e Jack, seu início que vai ganhando intimidade aos poucos, seu momento repentino…

  • Angel Heart

    Angel Heart

    ★★★★½

    Provavelmente a experiência mais assustadora que já tive. Alan Parker mais uma vez provando ser um diretor genial
    Tirando a foto do Taranta e colocando a dele 🔥
    Não vou dormir muito bem hoje...

  • Elephant

    Elephant

    ★★★★★

    Dá medo de ver o que o ser humano é capaz de fazer

    Nem era necessário ter um tiroteio final para sair um filmão desses, só pelo jeito que Gus Van Sant filma o dia-a-dia naquela escola já merece 5 estrelas, a imersão é sensacional. Ele nunca apela emocionalmente ou tenta explicar, ele só mostra de maneira crua e simples, e sugere os motivos rapidamente, mas sempre suficientemente. Ele não justifica os atos dos assassinos, ele deixa esse papel ao…

  • Twin Peaks

    Twin Peaks

    ★★★★½

    *Terminando a série*

    Quando Twin Peaks foca no sobrenatural, nos sonhos e em ser sensorial é só mitada e cena arrepiante de tão foda. Se o viadola do Lynch tivesse dirigido todos os episódios e tivessem cortado todas essas subtramas desnecessárias ficaria bem melhor (tem alguns episódios na 2 temporada que podiam ter 10 minutos)

    Curto muito a vibe da série com momentos nostálgicos, sombrios (porra, as cenas com o Bob dão medo pra kct) e sobrenaturais (aquelas cenas de sonho...)

  • Midnight Express

    Midnight Express

    ★★★★★

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    Faltam palavras para descrever esse filme

    Midnight Express é um filme que te deixa angustiado, mal, desesperançoso e nervoso, mas algumas vezes o deixa com esperança também, e no final te deixa a pessoa mais feliz do mundo, a qual pode passar por qualquer dificuldade; dá para desfrutar um pouco do gosto da liberdade

    Quando eu preciso passar por alguma coisa difícil, sempre me lembro desse filme

    Talvez a única cena "calma" do filme, sem muitos cortes ou sem claustrofobia…

  • Unforgiven

    Unforgiven

    ★★★★★

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    William Munny, um dos assassinos mais cruéis daquela época, não se reconhece mais como um assassino a sangue frio, um homem que sempre achou fácil fazer o que fazia. Ele agora está atormentado por causa de suas vítimas e até imagina elas mortas com vermes. Ele recebeu seu destino, mesmo que agora tenha se arrependido de toda crueldade que causou

    Who made you Messiah of this people?
    - Citação que não me lembro de onde escutei, mas que me vêm…

  • Come and See

    Come and See

    ★★★★★

    Revendo o filme de maneira decente, percebi o quão bom ele é

    O filme começa com um garoto ansioso por causa da guerra, ansioso para saber o que há lá

    O filme usa da intensidade para criar o horror daquele lugar (essa intensidade que cria o horror também usada em Requiem For a Dream)

    Os últimos 30 minutos são devastadores, não há como respirar, são pura dor e horror vistos pelo espectador, que não tem um momento de descanso. E…

  • Requiem for a Dream

    Requiem for a Dream

    ★★★★

    É incrível o ambiente angustiante e agonizante criado por Aronofsky

    Mesmo naquele ambiente tão intenso e frenético, há cenas humanas e calmas. Há humanidade naqueles personagens

    Todos caem por causa de seus vícios, sabem que querem parar, mas por que não só mais uma vez? Uma tragédia anunciada

    Quando eu assisto qualquer filme ou série de crime por aí, com esse universo criminoso das drogas cheio de viciados, parecem tão "divertidos"... Aí eu percebo como Requiem for a Dream é…

  • It's a Wonderful Life

    It's a Wonderful Life

    ★★★★★

    FEEEELIZZZZ NATAAAALLLLLL

    Talvez o melhor filme sobre esperança (e desesperança) de todos os tempos

    E também não há um filme que te deixe mais feliz que esse

    🏳️‍🌈