RSS feed for Leonardo
  • Charlie's Angels

    Charlie's Angels

    ★½

    parece que quem realizou essa coisa nunca assistiu um filme de ação na vida. gosto das atrizes, mas aparentemente elas são as únicas que estavam se importando com o resultado final, já que todo o resto é mal feito e pedestre.

  • The Irishman

    The Irishman

    ★★★★★

    apesar de parecer um lugar seguro pro Scorsese, tenho a impressão que é um filme em que ele se reinventa e que só poderia ser realizado com esse nível de complexidade por um Scorsese mais velho e vivido.

    a hora final talvez seja a melhor coisa que assisti esse ano, indo de momentos com uma construção de tensão impecável pra uma reflexão sobre laços/legado que nunca é obvia e fácil.

    filme perfeito.

  • Big Little Lies

    Big Little Lies

    ★★½

    palhaçada

  • Dark Phoenix

    Dark Phoenix

    ★★

    not the worst mutants movie (apocalypse and wolverine origins are worst) but it’s so, so, so bad...

  • Ma

    Ma

    ★½

    i just wanna say congratulations to Tate Taylor for the achievment of making a movie this boring, even though there’s Octavia Spencer being a crazy psycopath that tortures teenagers.

  • Shazam!

    Shazam!

    ★★★½

    eu nem sabia que sentia tanta falta desse tipo de filme.

  • Mirage

    Mirage

    ★★

    bobagem, assim como os anteriores do diretor.

  • Us

    Us

    ★★★★

    “once upon a time, there was a girl and there was a shadow and they were connected.”

    seja na construção complexa e milimetricamente calculada da tensão, nas inserções cirúrgicas de humor, na alegoria micro [o ser humano enfrentrando seus próprios demônios] ou na alegoria macro [xenofobia, trumpismo?], Nós é um filme que me encanta profundamente por conseguir manter todos esses pontos em alta qualidade sem que eles se engulam. 


    e ainda que, para alcançar mais o público, caia pro didatismo…

  • It

    It

    ★★★★

    sempre me encanto com o tratamento dado aos personagens e pela coragem de como esse tratamento é feito: brutal, sem freio e sem devaneios. 
    o terror em si, por outro lado, podia ser um pouco mais refinado já que é muito calcado por estratégias preguiçosas e ultrapassadas do gênero.

  • Blow Out

    Blow Out

    ★★★★½

    obrigado por tudo, De Palma

  • Blockers

    Blockers

    ★★½

    é surpreendentemente progressista e inteligente na forma que aborda sexualidade e relação entre pais e filhos, mas é uma falha gigante quando se trata da comédia.

  • Manchester by the Sea

    Manchester by the Sea

    ★★★★★

    You can’t just die.