RSS feed for L

Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Rich in Love

    Rich in Love

    ½

    Pelo menos aqui no Rio ainda dá para se divertir com pouco dinheiro. Primeira coisa, sabe pegar ônibus?
    Pô, na teoria eu sei, normal né.

    Ser rico no Brasil é bom para caralho, quem poderia imaginar? Se você for pobre, torça para cruzar com um simpático milionário tupiniquim, esses seres caridosos, cuja dádiva muda para melhor a vida de quem encontram, nem que seja por caminhos tortuosos — aliás, do pobre conta-se com a compreensão para servir de…

  • Queen of Niendorf

    Queen of Niendorf

    ★★★★

    Quarentena sei-lá-qual-dia: deve ser o isolamento social falando, mas queria ter uma filha para mostrá-la esse filme. Dias vadios de verão, a inocência lúdica da infância, a turma do bairro, as coisas que fazemos para nos enturmar — crianças podem ser bem cruéis umas com as outras — e como se solidificam os laços de amizade. As crianças brincam em uma cidade esvaziada — reflexo de tendências demográficas que deixam o interior com uma população formada por gente ou muito…

Popular reviews

More
  • Synonyms

    Synonyms

    ★★★★½

    "Será a loucura meu último vínculo com o judaísmo?" — Katja Petrowskaja, Talvez Esther.

    Paris ocupa um lugar crucial no contexto da fundação do movimento sionista como palco do Caso Dreyfus, o qual se desenrolou a partir de 1894. Qual a data que a professora de Yoav destaca como sendo a mais importante de todas? 1905, quando houve a separação entre Igreja e Estado. Depois de Dreyfus. “Ninguém na França pergunta a sua religião”, ela afirma. Dreyfus é reabilitado em…

  • Once Upon a Time… in Hollywood

    Once Upon a Time… in Hollywood

    ★★★½

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    Once Upon a Time in Hollywood é algo como o Shampoo do Tarantino, devidamente ajustado ao seu ego e ao seu talento, assim como o outro é em relação ao Beatty. Embora sejam projetos completamente diferentes, when in California não menosprezemos as superfícies: ambos compartilham um recorte espaço-temporal e o sentimento de que, entre os hollywoodianos, algo se perdeu, algo se quebrou, estava se quebrando. Jay Sebring – o cabelereiro popstar e ex-namorado de Sharon Tate, igualmente assassinado na Cielo…