Annihilation ★★★★

Many things could have gone wrong with a production like Annihilation, but not being released in theatres for being too smart for the audience it’s not the worst one. Obviously, Alex Garland was expecting to release his adaptation to the big screen, and in a way it could have benefit from it but that’s not something that takes away from what the movie is.

In fact, there’s not much to be sorry for, maybe there’s some things that could have been done differently but on the whole we can’t point a finger to the director and writer for going with his gut and doing what he wanted for his movie.

And even though the movie is really good, it’s difficult to comprehend why the production company decided not to release it just because the general audience could have not understand the movie. To be honest, it is not that complex or elaborated to the point no one wouldn’t understand its main plot line. The rules are all well explained and drawed right from the beginning. Those same rules are clearly explained along the journey of the main characters, at the same time they’re understanding what’s happening in the Shimer as well. And the ending doesn’t leave nothing to tell and without a proper closure. Meaning, the audience may or may not understand what was happening, but as soon as the movie ends they still would leave the room with a good movie.

But for those that had they head spinning like me when the credits started rolling, there is so much more to explore that after a week I’m still talking about the movie on a daily basis. What we could discuss, which I’m not doing in here, doesn’t change much about what the movie tells us, but adds to what we absorb from it. And if talking about a movie makes it way too smart for the audience to the point where the studio decides no to release it afraid of not getting a profit, then I guess that from now on, something smart is what we’re not getting from Paramount.

Smartness aside, Annihilation is a very well made movie, that sometimes struggles with rhythm and for not being able to achieve a total mystery regarding the psychological and physical survival of their characters, since the unknown is way more frightening than what we know and see, but that doesn’t alter the fact that it is a very well directed and written movie with a group of actresses that add depth to it and is without a doubt one of the best movies to be released this year.

=== PORTUGUESE =========

Em tudo o que podia ter corrido mal numa produção como Annihilation, não ser lançado no cinema por ser demasiado inteligente para o público não é das piores coisas a acontecer. Obviamente que Alex Garland, ao adaptar este livro estava a pensar num grande ecrã, e confesso que em certa medida o filme teria beneficiado com isso, mas também não é por aí que perde.

Aliás, não há muito por onde ele esteja a perder, talvez existam várias coisas que pudessem ser feitas de forma diferente, mas no geral não se pode apontar o dedo ao realizador e argumentista por ter assumido algo e tenha seguido aquilo que definiu para o seu filme.

E ainda que o filme seja realmente muito bom, custa-me compreender onde é que ele é assim tão complexo e elaborado ao ponto do público mais generalista não conseguir compreender a linha condutora mais básica de Annihilation. Isto porque as regras do filme são bastante bem delineadas mal o mesmo começa. As mesmas regras são explicadas de forma bem clara ao longo do percurso dos vários personagens enquanto eles próprios vão descobrindo o que se passa no Shimer, a “cúpula” alienígena que se está a apoderar de um pedaço de terra às volta de um farol, e o final também não deixa a trama principal sem um desfecho lógico. Ou seja, o público que pouco ou nada pudesse pensar acerca do filme assim que este termina ia ter direito a um bom filme de qualquer maneira.

Mas para aqueles que, como eu, ficaram com a cabeça a 100 à hora após os créditos começarem a rolar, há tanto mais a explorar que uma semana depois ainda continua a ser assunto no meu dia-a-dia. Aquilo que podemos abordar, e que não o vou fazer aqui, acaba por não alterar muito aquilo que o filme nos diz, mas adiciona bastante mais ao que absorvemos dele. E se pensar sobre um filme e discutir o mesmo faz dele um filme demasiado inteligente que o estúdio tem medo de não conseguir lucrar, então acho que podemos concluir que daqui para a frente, inteligência é algo que não vai surgir das mãos da Paramount.

Inteligência à parte, Annihilation é um filme bastante bem conseguido, que por vezes peca por problemas de ritmo e por não conseguir assumir nem alcançar por completo um quase total mistério acerca daquilo que ameaça a sobrevivência física e psicológica das personagens, o desconhecido é bem mais empolgante e intenso do que o óbvio, mas não é por isso que deixa de ser um filme muito bem realizado e escrito e com um grupo de actrizes que acrescentam, e bem, valor a esta peça cinematográfico que é sem dúvida uma das melhores já lançadas este ano.

Marco liked these reviews