Favorite films

  • RRR
  • Everything Everywhere All at Once
  • TÁR
  • Aftersun

Recent activity

All
  • Last Film Show

    ★★★½

  • The Accusation

    ★★½

  • The Incredible Shrinking Man

    ★★★★

  • Smile

    ★★½

Recent reviews

More
  • Nope

    Nope

    ★★★½

    NÃO! NÃO OLHE! mas veja, se possível, porque é um desses filmes que nos envolve de tal forma, que você sequer vê o tempo passar. Não espere nada parecido com CORRA ou NÓS, esse é outro filme, menor (com menos pretensões?), mesmo assim um grande filme, reminiscências de AMAZING STORIES que Spielberg fazia nos anos 80. Uma história redonda, sem nada, nada de metáforas dos filmes anteriores do diretor, nada para pensar, apenas um conto, começo, meio e fim que vêm e vai como uma nuvem.

  • Meghdoot - The Cloud Messenger

    Meghdoot - The Cloud Messenger

    ★★★★

    Mesmerizante esse filme de estreia de Rahat Mahajan, que vagueia pelo tempo, o espaço, centenas de reencarnações, para nos contar uma história de amor, passado e presente, realidade e mitos, isso como os antigos hindis faziam, cheio de eventos de fantasia, teatro Kutiyattam, Theyyan e Kathakali, onde cada gesto dura uma eternidade e a própria eternidade está contida em um frame, uma foto, a própria linguagem do cinema. Lembra um pouco o que Apichatpong Weerasethakul já fez, todos os mistérios…

Popular reviews

More
  • Sauvage

    Sauvage

    ★★★★

    SAUVAGE é um personagem, uma energia. É resistência. Uma força viva interior. Um jovem solitário que vagueia pela cidade, o parque, as estradas, de um encontro para outro, de amores, por amores… E por amor, ele se vende, vive, respira. Por amor, ele se mantém vivo. Por amor, ele sofre, sufoca, lhe falta o ar. Por amor, se sente solitário. É uma doença. É um sentimento. É extremamente selvagem e contagioso. Camille Vidal-Naquet, portanto, filma os sintomas: Em sua terapia,…

  • Siberia

    Siberia

    ★★★½

    SIBÉRIA para iniciantes: Um filme sem legenda de Abel Ferrara que mira em SONHOS de Akira Kurosawa, mas acerta num pesadelo de David Lynch, isso num cenário de Sergey Loznitsa, com personagens de Ulrich Seidl e fotografia de Terrence Malick. Uma experiencia niilista donde metade do público abandona a sala, metade dorme e a outra metade não entende nada e se a conta não bate, imagina nossos neurônios diante dessa obra, o cérebro tentando acompanhar o descompasso, o surrealismo visceral,…