The Edge of Democracy ★★★

Acho meio inegável que a Petra Costa é uma boa manipuladora da imagem. Devo ter chorado umas 4 vezes, principalmente porque a escolha da janela narrativa do documentário vai de um momento de extrema alegria pra uma crescente em desespero e tristeza, gerando um forte contraste. A pessoalidade poética que ela traz ajuda numa certa conexão mínima, mas nada é muito desenvolvido e parece um bando de citação pseudointelectual pedante. Ela faz umas conexões aqui e acolá com o passado de sua família de empresários, mas dá a impressão que ela esquece completamente dessa subnarrativa. É um documentário que funciona muito melhor quando busca apenas observar a reação das pessoas diante de todos aqueles acontecimentos (do povo, principalmente) e menos quando a Petra se propõe a ser uma investigadora dos acontecimentos. Aliás, o fato dela parecer muito mais interessada nesta visão de política como um jogo de xadrez e menos nas consequências sociais é bem indicativo de uma certa miopia da diretora (o crítico Filipe Furtado fala melhor sobre isso AQUI) proveniente de sua própria vivência. Não deixa de ser um bom resumo para qualquer gringo interessado (mas sem grandes pretensões) em saber sobre a política brasileira dos últimos anos. É mais um filme sentimental sadomasoquista para esquerdista do que qualquer coisa.

Michel liked these reviews