Tempting Heart ★★★★★

Olha, não é brincadeira o feeling pra melodrama que esse pessoal de Hong Kong tem, coisa mais linda e destruidora esse filme. Lembra muito a noção de tempo narrativo do Comrades: Almost a Love Story, mas a montagem aqui vai até mais longe! Pelo menos em um sentido formal, já que existe toda uma subversão em espiral do tempo, sequências interrompidas do passado voltam a tona em elipses imprevisíveis e inspiradíssimas, todo um senso de renovação da imagem que é a renovação de um tempo, contínuo, impiedoso e altamente desolador. Incrível como Sylvia Chang situa um cotidiano tão natural em cada época do filme, as sequências da fase coming of age, em especial, são de gestos tão naturais e espontâneos que dá vontade de ficar asssitindo aquilo pra sempre. Enfim, das maiores encenações de um caso de amor que vai sempre ultrapassando as possibilidades do tempo e do espaço, fazendo da montagem um catalisador em busca de variações dramáticas mais do que autênticas!

Arthur liked these reviews