RSS feed for Mulher no Cinema

Favorite films

Don’t forget to select your favorite films!

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Chega de Fiu-Fiu

    Chega de Fiu-Fiu

    As cidades foram feitas para as mulheres? "Chega de Fiu Fiu" se inspira no mapa do assédio criado pela ONG feminista Think Olga e elege o espaço urbano como fio da narrativa. Acompanhando o dia a dia de três moradoras de Brasília (DF), Salvador (BA) e São Paulo (SP), o documentário mostra como iluminação precária, lugares ermos e dificuldades de mobilidade funcionam como entraves para a segurança da população feminina.

    Leia entrevista com a diretora: mulhernocinema.com/destaques/assedio-se-consolidou-como-pauta-e-como-urgencia-diz-diretora-do-documentario-chega-de-fiu-fiu/

  • Zama

    Zama

    Zama é o primeiro filme de época de Lucrecia Martel, bem como o primeiro protagonizado por um homem (Daniel Giménez Cacho) e adaptado de um livro. É, também, o primeiro que não se passa em sua cidade natal, Salta, e que troca os interiores das casas de famílias argentinas por paisagens ao ar livre. Apesar das diferenças, o longa dialoga com os trabalhos anteriores de Martel – além de A Mulher Sem Cabeça, A Menina Santa (2004) e O Pântano…

Popular reviews

More
  • Tomb Raider

    Tomb Raider

    Diante do crescente debate sobre a representação das mulheres no cinema, a nova Lara Croft é menos sex symbol e mais atleta, o que significa dizer que não há cena no chuveiro, passeio de jet ski com biquíni sexy ou closes excessivos, e até o shorts justo usado por Angelina Jolie foi trocado por uma calça cargo. É uma pena que o roteiro (co-escrito por Geneva Robertson-Dworet, que também assinará Silver & Black e Capitã Marvel) não tenha aproveitado para incluir…

  • A Wrinkle in Time

    A Wrinkle in Time

    Com problemas de roteiro e excesso de mensagens edificantes, "Uma Dobra no Tempo" não é um grande filme, mas é um filme importante. Ava DuVernay torna-se a primeira mulher negra a dirigir um longa com orçamento de US$ 100 milhões, e o revigorante elenco inclui negros, brancos, descendentes de indianos e de latino-americanos, além de um casal interracial e crianças mestiças.

    Leia a crítica completa: mulhernocinema.com/destaques/ava-duvernay-acerta-na-diversidade-mas-pesa-na-mensagem-em-uma-dobra-no-tempo/