• The Bandit

    The Bandit

    NOTA: Seguindo a colaboração com o pessoal que está realizando o curso online Constelações do Cinema Brasileiro (1898-1992) (no link, o programa completo e as informações de inscrição), transcrevi alguns excertos de um dos textos do curso. Trata-se de uma entrevista de 1974 concedida por Paulo Emílio a Carlos Reichenbach e Inácio Araújo.


    [Carlos Reichenbach] Atribuem a você o pensamento de que a Vera Cruz foi um fenômeno nefasto dentro do cinema paulista. Como você vê isto?

    Esta posição que…

  • Sangue Mineiro

    Sangue Mineiro

    NOTA: Transcrevi este texto do Paulo Emílio como parte de uma colaboração com o pessoal que está realizando o curso online Constelações do Cinema Brasileiro (1898-1992) (no link, o programa completo e as informações de inscrição). Fiquei sabendo desse curso por uma feliz coincidência aqui no LB e vi que os ministrantes estão resgatando muito material bom e pouco conhecido da história do cinema brasileiro. Quem fizer o curso vai com certeza entrar em contato com coisa muito rara e…

  • Intolerance: Love's Struggle Throughout the Ages

    Intolerance: Love's Struggle Throughout the Ages

    Intolerância e serenidade

    Apresentar a imagem de uma moça e em seguida mostrar seu namorado, que naquele instante se encontrava longe, foi uma audácia revolucionária em 1908. Faremos uma ideia do prodigioso desenvolvimento da linguagem cinematográfica nas mãos de Griffith ao lembrarmos que apenas oito anos separam a cena em questão, da fita After Many Years, do lançamento de Intolerância, onde se desenvolvem no espaço ações paralelas tão intrincadas quanto as de Nascimento de uma nação mas contam-se também simultaneamente…

  • Vozes do Medo

    Vozes do Medo

    O medo das vozes

    O cinema brasileiro dos últimos quinze anos tem dois santos padroeiros: Roberto e Nelson Pereira. O grande momento e Rio, 40 graus são datas cuja importância se aprofunda com o passar do tempo. Os dias longínquos em que essas fitas foram lançadas deviam ser comemorados como o aniversário da redescoberta cinematográfica do Rio e de São Paulo.

    O que mais impressiona em Roberto e Nelson Pereira dos Santos é a permanência da juventude dos filmes que…

  • Bang Bang

    Bang Bang

    Os exibidores se esqueceram deste filme

    Quando iniciou sua formação, Andrea Tonacci provocou muita perplexidade. Seu talento era evidente, ele tentava ser acadêmico, mas não conseguia. Os filmes que apresentava nos concursos amadores eram bem-feitos, requintados, repletos de fórmulas estéticas e destituídos de vida. Essa foi pelo menos a impressão que guardei.

    Depois de um intervalo cuja natureza ignoro, Tonacci realizou uma espécie de documentário reconstituído e satírico sobre o discurso de um homem público pronunciado numa situação de crise:…

  • Os Mansos

    Os Mansos

    A estreia de Os mansos, sábado, no Olido, correu como seria de se desejar. Na primeira sessão da tarde a sala estava bastante cheia e na segunda repleta. Acho que ninguém se retirou. Grupos maiores ou menores riam com alguma frequência e pelo menos duas vezes houve aquela gargalhada unânime, avassaladora, contagiante. É claro que não vou contar as passagens, seria diminuir o divertimento dos futuros espectadores.

    Os mansos possui muito do que é preciso para fazer um filme que…

  • A Ilha

    A Ilha

    Outro dia falei de Walter Hugo Khouri a propósito de uma fita dele que teve a exportação para o Japão impedida devido ao pouco-caso do governo brasileiro pelas coisas do cinema nacional… Pois Khouri continua assunto. Sua última fita, A ilha, já apresentada em São Paulo batendo recordes de bilheteria, está para ser lançada no Rio e em outros estados brasileiros. Walter Hugo Khouri, aliás, é o único cineasta brasileiro que tem permanecido continuamente assunto durante os últimos anos. Não…

  • All Nudity Shall Be Punished

    All Nudity Shall Be Punished

    Uma das coquetteries de Nelson Rodrigues é a de se apresentar como um reacionário. Na realidade, trata-se de um conservador. Penso no moralista, isto é, no dramaturgo e no cronista da chamada “vida como ela é”. O moralizador das confissões me interessa menos e, aqui, vem pouco ao caso. O que esse conservador conserva é um universo de pessoas médias poluídas por uma condição — a humana — que para ele é um estigma. Nelson Rodrigues não aceita os modos…

  • Um Caipira em Bariloche

    Um Caipira em Bariloche

    O segredo de um homem que a crítica nunca elogiou: Mazzaropi

    Faz vinte anos que ele é uma presença na vida da cidade, do estado, do país. É um bocado de tempo para o cinema e para o Brasil. O elenco do que nasceu, cresceu, definhou ou morreu durante essas duas décadas seria um nunca-acabar.

    Mazzaropi foi o produto Vera Cruz que mais pegou, mas se tivesse dependido da crítica ele teria sido barrado logo que apareceu pedindo licença com…

  • Ganga Bruta

    Ganga Bruta

    Não foi por ser intelectualmente moderno — pois não o era — que Mauro começou a fazer cinema, mas sim porque possuía o gosto e o talento da mecânica. Inicialmente, o que o conquistou para o cinema foi o fato da câmera ser uma máquina. Isso não quer dizer que fosse destituído de sensibilidade. O gosto e as ideias de Mauro eram, porém, bastante convencionais, apesar da vivacidade e sabor de sua indiscutível inteligência. É bastante provável que se ele…

  • Limite

    Limite

    Peixoto é o autor de Limite, filme famosíssimo e de muito prestígio mas que pouca gente assistiu. Eu me incluo entre os privilegiados, pois há cerca de vinte anos vi o filme uma vez e, aliás, gostei. A impossibilidade de revê-lo estava, porém, esfumaçando os seus contornos na minha memória. Ultimamente, ao acaso de uma visita à Faculdade Nacional de Filosofia, no Rio de Janeiro, assisti à projeção de meia dúzia de tomadas de Limite, talvez variantes que não tenham…

  • The Dare

    The Dare

    [...] trata-se talvez do filme mais importante apresentado durante a I Semana do Cinema Brasileiro [1965].

    A obra de Paulo César Saraceni é indefensável. Adianta pouco tentar demonstrar suas qualidades àqueles — a grande maioria — que não a aceitam. Resta promover uma maior aproximação entre O desafio e os seus desafetos através do aprofundamento da hostilidade. Essa operação é fácil. Nunca vi um não gostar tão laborioso, preocupante e tenaz como o provocado por O desafio. O filme penetra…