Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Comment ça va?

    Comment ça va?

    ★★★★½

    Contra a inexistente objetividade do discurso e a falsa imparcialidade de sua veiculação, “Comment Ça Va?” parece organizar-se em quatro blocos apresentados em abismo, um dentro do outro. Na narrativa moldura, há um casal. Dentro desta, há colegas de trabalho discutindo comunicação e imagem: este é o núcleo do filme. Dentro de sua discussão há a realização de um material acerca da produção de notícias num referencial comunista e, dentro deste, uma reflexão acerca dos eventos em Portugal ao redor…

  • Kagemusha

    Kagemusha

    ★★★★

    Sofrendo com dificuldades de produzir os seus filmes desde o fim dos anos 60, Kurosawa passou por ainda mais problemas com o fracasso comercial de “Dodeskaden”, levando-o a uma tentativa de suicídio em 1971. Com a recuperação parcial de seu status de grande realizador a partir do sucesso ocidental de “Dersu Uzala”, realizado em parceria com a Mosfilm na União Soviética, foi-lhe possível entrar em contato com George Lucas e Francis Ford Coppola que arranjaram um acordo junto à Fox…

Popular reviews

More
  • Seven Samurai

    Seven Samurai

    ★★★★½

    Para o cinema japonês os anos 50 começaram de maneira turbulenta. Livre do jugo da censura militar com o fim da II Guerra Mundial, o Japão caiu sob a custódia da censura das forças aliadas que, até 1952, restringiam o Jidaigeki, devido a retratação de valores feudais, e quaisquer filmes que pudessem minimamente ser considerados antiamericanos ou que possuíssem ideais comunistas. Um vez livres de ambos os processos de restrição, o cinema pode voltar a florescer e rapidamente ascender como…

  • The Image Book

    The Image Book

    ★★★½

    Filme assistido e desordenadamente comentado durante a 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

    Este é um filme que engolfa seus espectadores em um maremoto de reflexões, proposições, ideias, referências e emoções. A partir das mãos a história e, portanto, o homem, será entendido por suas ações e por seu trabalho, sua criação. Não podendo mais confiar apenas na palavra, no que foi escrito, restam as imagens para preservar essa informação (já não mais tão cronológica assim) do ser…