Once Upon a Time… in Hollywood ★★★

Desculpaê, fãs incondicionais de Tarantino (eu também já fui e entendo isso), mas "Era uma Vez em Hollywood" parece uma colagem de esquetes para o diretor mostrar a sua habilidade de construir bons diálogos e, mais uma vez, imprimir sua assinatura. A vaidade tomou conta de Tarantino e hoje ele me parece muito mais preocupado em desfilar seus maneirismos que realmente em fazer cinema. Hoje, assisto a seus filmes sempre na esperança de que vá me surpreender, mas não tem jeito: sempre me decepciono e, na boa, seus últimos filmes me deixaram doido pra que chegassem logo ao fim, pareciam intermináveis. Valeu, Quentin, por nos ter oferecido Pulp Fiction, Cães de Aluguel e Kill Bill. Mas, na boa, velho: ou você se reinventa ou já deu, né? E essa história de dizer que vai fazer apenas dez filmes (o próximo, portanto, será o último) é pra mim mais uma forma de alimentar sua vaidade e dizer ao público: "Aproveitem o privilégio de ver meus filmes enquanto estou aqui".

Roberto liked this review