Thiago Beranger

Thiago Beranger Pro

Publicitário e crítico de cinema. Escrevo no cinemacomcritica.com.br.

Favorite films

  • Collateral
  • Mulholland Drive
  • Singin' in the Rain
  • A Summer's Tale

Recent activity

All
  • The Zone of Interest

    ★★★½

  • Poor Things

    ★★★★

  • Fallen Leaves

    ★★★½

  • The Holdovers

    ★★★★

Recent reviews

More
  • The Zone of Interest

    The Zone of Interest

    ★★★½

    No início de Zona de Interesse, no momento em que o letreiro com o título do filme aparece na tela, temos cerca de 2 minutos de total escuridão acompanhada de música e sons ambientes. O momento funciona como uma instrução ao expectador. O áudio do filme exerce um papel fundamental na construção da narrativa. Esses dois minutos de ausência de imagem estabelecem uma lógica na percepção do espectador.

    Quando a imagem enfim aparece, ela é fria, distante, sem alegria, mesmo…

  • The Holdovers

    The Holdovers

    ★★★★

    Filme de deixar o coração quentinho. Alexander Payne volta com um trabalho bem-humorado e sensível que carrega a verve dos bons filmes natalinos.

    “Os Rejeitados” evoca certo sentimento de nostalgia. Isso reflete esteticamente, na busca por uma imagem mais ruidosa, nas transições em fade, na própria ambientação do filme. Mas esse sentido nostálgico se efetiva mesmo em uma defesa de valores tradicionais, que tem tudo a ver com o momento de final de ano. Isso acontece a partir de um…

Popular reviews

More
  • Executive Order

    Executive Order

    ★½

    O cinema é a arte do mostrar, não do dizer. Quando se tem tanto recurso - imagem, som, cor, movimento - as ideias podem se tornar matéria e forma, não precisam depender da retórica. Esse é um filme que jamais acredita na sua própria potência. Que se perde ao escolher dizer tudo ao invés de construir o que precisa ser dito. Que escolhe o caminho mais “fácil” pra levantar sua bandeira através do texto - que é repleto de frases…

  • The Whale

    The Whale

    ★★★★

    Certa vez em uma aula sobre cinema, um professor que admiro falou algo interessante sobre o melodrama. Não vou lembrar exatamente quais foram as palavras que ele usou, mas o sentido era algo como: o melodrama é um gênero que tem como característica o uso da artifícios simples para extrair das situações a complexidade das emoções. Essa dicotomia ficou na minha cabeça. A simplicidade que vem da frontalidade com a qual esse gênero tão difamado encara seus dramas, através de…