Bacurau ★★★★

Uns tempos atrás eu reclamei do filme "Reza a Lenda", que foi uma tentativa fracassada de fazer um filme meio western, meio Mad Max, situado no Nordeste. A existência daquele filme por si só era algo frustrante pra mim, pois mais uma vez alguém fracassava ao tentar fazer um filme de grande alcance com uma pegada diferente aqui no Brasil.
Eis que surge Bacurau agora em 2019 e cura partes dessa frustração em mim. É claro que tem diferenças muito significativas entre ambos os filmes, mas eu vejo que Bacurau é o que Reza a Lenda poderia ter sido. Fiquei bem satisfeito com a experiência.
Ele consegue misturar bem aquela pegada de 'filme brasileiro poético, contemplativo que passa no canal Brasil e que é mostrado nas faculdades de cinema', com uma pegada de cinema de gênero, quase escrachada.
Em alguns momentos senti um certo choque, pois me vinha a sensação de que estava vendo dois filmes diferentes; mas não chegou a ser algo incômodo.
O que mais me pegou nesse filme é a atenção que foi dada na construção do mundo em que ele se situa. Quando isso ocorre, em qualquer mídia, é algo que eu sempre pago muito pau. A cidade de Bacurau, os moradores, os pequenos detalhes que reforçam que a história se passa num futuro distópico: tudo isso se soma e torna todo o cenário muito característico, único.
Enfim, um filme top.