Broken Flowers ★★★½

O quão melancólica e vazia a vida de uma pessoa pode ser, quando a mesma se dá por conta que se encontra sozinha e sem uma realização significante para que seja lembrada ou até mesmo para se orgulhar. Assim somos inseridos no cotidiano de Don Johnston, um homem inexpressivo e entediado com sua rotina, que permanece grande parte dos seus dias sentado em seu sofá, com as luzes apagadas e ouvindo música ao fundo assistindo as horas passarem e um novo dia começar, mas que por algum motivo já viveu diversos amores e atrai a atenção das mulheres para si.

Até mesmo a forma como o filme foi fotografado enfatiza este aspecto do protagonista, pois somos forçados a acompanhá-lo em grande parte de sua jornada em momentos desinteressantes, como ele pedindo informação para alguém ou dirigindo horas a fio para encontrar uma de suas ex-amantes. E assim como ele, ficamos entediados, ele não tem felicidade alguma realizando aquela experiência e assim nós também não a temos, mas engana-se quem acha que nada acontece, Don é influenciado e muito sobre essas situações, pegue como exemplo a cena do cemitério onde vemos que ele sim se sente muito afetado pelo acontecido, e no final onde vemos que tudo aquilo fez surgir um sentimento do qual ele provavelmente nunca tinha sentido.

Bill Murray é um dos meus atores favoritos, em grande parte por sua sinceridade e simplicidade na qual ele interpreta muitos de seus personagens, todas as suas emoções e pensamentos podem ser captadas apenas com seu olhar e sua expressão. Este papel o caiu com uma luva, dando vida a um homem amargurado e frio, que parece incapaz de sentir algo por outra pessoa, com maestria. Com um elenco secundário recheado de nomes de peso como Tilda Swinton e Sharon Stone, que fazem o longa estar bem servido de ótimas atuações.

Mas mesmo o maior apreciador de um ritmo lento irá encontrar problemas para acompanhar este filme do começo ao fim, devido ao excesso desses momentos de tédio do protagonista, dando impressão que o longa está fazendo rodeios e não chegando a lugar algum em muitos momentos. Além de uma trilha sonora que não se encaixa com o tom do filme, me desagradando na maioria das vezes em que ela aparecia, uma boa trilha sonora é excencial para este tipo de filme e sua falta deixa muito a desejar na experiência que é proposta pelo longa.

Broken Flowers é um excelente estudo de personagem e um ótimo exemplo de como uma obra pode refletir e retratar a personalidade de uma pessoa, mostrando assim suas virtudes e anseios tanto quanto seus defeitos e imperfeições. Brilhantemente atuado, mas com sérios problemas de ritmo e substância narrativa. Definitivamente não é um filme para todos, a quem se interessar fica a recomendação.