Heathers ★½

Novamente assisto mais uma comédia que marcou época e a infância de muitas pessoas, consigo até entender como este longa consegue fazer um certo sucesso com um público menos exigente para não dizer infantil, mas não consigo entender como pessoas em sã consciência venham a gostar desse filme atroz. Confesso que alguns elementos me surpreenderam, mas nada disso afetou minha reação ou satisfação com o produto final.
A violência mais “gráfica” foi realmente um ponto que não esperava, assim como o tema mais pesado que o roteiro aborda e o uso de palavrões, não tornando nada muito clean. Mas isto é o máximo que consegui enxergar de qualidade na obra. O roteiro é de se espantar, nenhum personagem tem profundidade, todos são basicamente caricaturas de estereótipos adolescentes, os planos dos protagonistas não fazem o menor sentido, os diálogos são tão ruins quanto, assim como as inconsistências das decisões e ações de todos os personagens.
Tudo isso poderia ser deixado de lado se o tom que o filme passasse fosse o de deboche, o que claramente não parecia ser o caso, ao mesmo tempo em que queria ser uma comédia, falhando miseravelmente em me fazer rir ou ao menos me divertir, também queria ser um drama com alguma mensagem por trás da sua história absurda, mas falha nesse aspecto também pois o tema é abordado de uma maneira completamente despreocupada. Suicídio é um assunto sério, e tudo que o filme tentou relacionar a este acontecimento soava como sátira e desmerecimento, como se fosse patético fazer tal coisa.
Heathers é uma atrocidade, com certeza um dos piores filmes adolescente que tive o desprazer de assistir, poucas coisas são elogiáveis que me fizeram dar alguma nota, de resto se torna dispensável. Não recomendo a ninguém.