The Babadook ★★★★

Amelia (Essie Davis) é viúva e criou seu filho Samuel (Noah Wiseman) sozinha, trabalhando como enfermeira e morando em uma casa meio sombria. Seu filho é antissocial e tem problemas para dormir à noite, preocupado com os monstros da sua imaginação. É então que o garoto encontra um livro sobre o Sr. Babadook e pede que a mãe o leia. No texto, há a afirmação de que uma vez sabendo da existência do Sr. Babadook, ele irá lhe atormentar. E desde a leitura, eventos misteriosos começam a acontecer.

Não posso revelar mais sem ser spoiler, mas adianto que o terror de The Babadook é muito bem construído, sem abusar das convenções do gênero e é muito bem-sucedido ao fazer o que deveria interessar em um longa do estilo: amedrontar o espectador. O Sr. Babadook existe de verdade ou é fruto da imaginação dos personagens? E o que é aquela voz? Sensacional!

Os atores australianos Essie Davis e Noah Wiseman desempenham com eficácia seus papéis, especialmente Davis, que convence com sua demonstração de exaustão física e mental por levar uma vida tão difícil, com um filho que requer cuidados extras e perdendo até o apoio da irmã (Hayley McElhinney).

A direção de arte também tem méritos, não só na construção da casa de Amelia e nos aparatos de Sam, mas principalmente na concepção visual do Sr. Babadook, no livro pop-up e fora dele. A diretora Jennifer Kent, estreante na função, é uma interessante promessa, afinal faz um bom trabalho em um gênero desgastado e com muita carência de vozes femininas por trás das câmeras.

Report this review

Elvis liked these reviews