The Lego Movie ★★★★

This review may contain spoilers. I can handle the truth.

This review may contain spoilers.

Emmet (voz de Chris Pratt) é uma das peças legos mais comuns, segue a rotina e os manuais da cidade do Presidente Negócios (Will Ferrell), até que vê sua vida mudar ao encontrar a peça de resistência que pode salvar o mundo do plano de destruição de Negócios, usar a temida arma Kragle. Salvo por Megaestilo (Elizabeth Banks), Emmet é tratado como um salvador na comunidade rebelde dos construtores mestres, peças que conseguem montar objetos sem manuais. Com a ajuda do profeta Vitrúvio (Morgan Freeman) e do Batman (Will Arnett), Emmet tem que salvar o mundo e escapar do Guarda Mau (Liam Neeson).

Não sei quem teve a ideia de fazer jogos de videogame de Lego, mas estes são muito divertidos e eventualmente levaram ao longa metragem. Uma animação com pecinhas do famoso brinquedo educativo, lembra stop-motion em alguns momentos, mas é realmente computadorizada.

Aliás, a criatividade sobra no filme de Phil Lord e Christopher Miller. Cenários inventivos, estruturas malucas montadas na hora, armas bacanas, etc. E o que dizer dos personagens? Ri o filme todo do Batman super sombrio e sua música "metal do mal". A utilização de personagens licenciados para a Lego foi uma ideia brilhante, talvez inspirada por Detona Ralph. Ri especialmente quando Vitrúvio se vê entre Gandalf e Dumbledore, já que os três personagens têm arquétipos (e fisionomia) semelhantes.

Spoilers neste parágrafo: outro trunfo sensacional é a quebra do paradigma da animação, que sai para o "mundo real". A ideia de que a história que assistimos é criada pelo garotinho Finn (Jadon Sand) é genial, e o que dizer de Emmet influenciando o mundo real? Uma sacada de mestre.

Uma Aventura Lego é um sopro de criatividade e inovação no cenário das animações hollywoodianas. Aguardo pelas continuações, talvez com histórias mais ambiciosas, mas, espero, sem perder o espírito da diversão.

Report this review

Elvis liked this review