François Truffaut

François Truffaut

Perfil não oficial, tendo como única intenção o compartilhamento de textos do autor neste espaço.

Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Sabotage

    Sabotage

    “O primeiro trabalho é criar emoção e o segundo é preservá-la.”
    (Fragmento de Hitchcock-Truffaut)

    Truffaut – Depois de O agente secreto, você filmou Sabotagem (1936), baseado num romance de Joseph Conrad, chamado O agente secreto, o que volta e meia cria confusões nas suas filmografias...
    Hitchcock – Aliás, nos Estados Unidos, Sabotagem foi exibido com o nome de The women alone. Você viu? [No Brasil, o filme foi lançado inicialmente com o título O marido era o culpado.]
    T –…

  • ...And God Created Woman

    ...And God Created Woman

    Paris inteiro assistiu ao filme, Paris inteiro fala nele; há os que se lamentam: “nem ao menos é sujo!” e os que ficam chocados: “é indecente!”. E Deus criou a mulher (Et Dieu… créa la femme), do qual tínhamos tudo a temer depois da campanha de propaganda gratuita realizada pela censura, é um filme sensível e inteligente onde não se vê uma única vulgaridade; é um filme típico de nossa geração, pois é amoral (recusando a moral vigente sem propor…

Popular reviews

More
  • Rear Window

    Rear Window

    Há duas espécies de diretores: os que levam o público em consideração ao conceber e posteriormente realizar seus filmes e aqueles que não se importam com isso. Para os primeiros, o cinema é a arte do espetáculo e para os segundos, uma aventura individual. Não se trata de preferir esses ou aqueles, é simplesmente assim. Para Hitchcock e Renoir, como para quase todos os diretores americanos, aliás, um filme só dá certo quando faz sucesso, ou seja, quando atinge o…

  • Johnny Guitar

    Johnny Guitar

    Descobri Nicholas Ray há sete ou oito anos, em O crime não compensa (Knock on any door). Depois, no “Encontro de Biarritz”, deu-se a fascinante confirmação com Amarga esperança (They live by night) que, sem dúvida, continua a ser o melhor dos seus filmes. Em seguida, passaram desapercebidos em Paris No silêncio da noite (In a lonely place), Cinzas que queimam (On dangerous ground), Paixão de bravo (The lusty man) e hoje, finalmente, Johnny Guitar.

    Jovem cineasta americano – da…